Robert de Andrade

Resenha do dia

 

Acordar às 5 da manhã num quarto de hotel de uma cidade maior que a sua, bem maior.  Como um matuto, um café amargo no saguão e trocar algumas palavras com quem realmente interessa: trabalhadores, nordestinos e outros forasteiros.

O trânsito está ruim para todos os cantos, mais ainda se chega onde quer, quando realmente se quer chegar.

Robert de Andrade

Os Impublicáveis

Previous post

A Fuga

Next post

O início da tragédia